Ao adotar medidas para reduzir custos com energia elétrica, adquirindo lâmpadas e luminárias de LED, devemos estar atentos às especificações técnicas presentes na embalagem do produto, para então escolher a melhor opção de acordo com sua aplicação, pois muitas vezes a falta de conhecimento técnico pode acarretar em gastos maiores.

 

Como substituir lâmpadas e luminárias convencionais pelas melhores opções de LED?

 

As especificações técnicas inicialmente podem parecer complexas, mas são bastante simples. À medida que, ao analisar a potência de um produto você irá concluir se o produto é ou não ideal para determinado ambiente, contudo é fundamental se atentar ao lúmen e watt que o produto oferece.

 

O watt tem o objetivo de indicar a potência de consumo que uma lâmpada ou luminária gera para fornecer luz, ou seja, quanto menor for o valor do watt, menor será o gasto de energia. Entretanto, vale ressaltar que uma alta ou baixa potência não diz respeito a eficiência do produto, para isso a luminosidade também deve ser considerada.

 

Em relação ao lúmen, também conhecido como fluxo luminoso, ele representa a quantidade de luz que a lâmpada ou luminária emite e o quanto ela irá iluminar.

 

Atualmente o sistema LED é o que menos consome energia, porém é fundamental que, ao adquirir um desses produtos, sejam analisados o valor de watts e lúmens, visto que um complementa o outro. O ideal é optar por um produto que emite maior quantidade de lúmens e consome a menor quantidade de energia.

 

Agora que você tem conhecimento sobre essas informações, ao adquirir produtos LED, escolha os que possuam um valor adequado de lúmens para o projeto do ambiente. Além disso, considerar adquirir produtos certificados e de alta qualidade, irá garantir que o investimento ocasionará na redução do consumo de energia e o tornará cada vez mais inteligente.

 

 

Quer saber mais sobre iluminação e energia?

 

Acesse os demais conteúdos do nosso blog e siga nosso Instagram:
@luxfortdobrasil.com.br