Revisões tarifárias de energia, aprovadas em 2018, tornaram imprescindível que os empreendedores varejistas,  realizem uma gestão e controle detalhado de seus gastos com energia. Perante esse cenário, algumas ações podem ser tomadas para reduzir significativamente as despesas com a conta de luz e otimizar recursos. 

 

Visto que o gasto com energia elétrica é igual ao consumo vezes o preço pago por unidade de energia, duas ações podem ser realizadas: a redução do consumo de energia e a diminuição do preço pago pela unidade da mesma.

 

Algumas ações de eficiência energética podem reduzir de forma significativa, o consumo de energia elétrica no seu estabelecimento, como:

 

• a identificação de fontes que causam desperdício; 

 

• a implantação de medidas para a reduzir o consumo; 

 

• o monitoramento do consumo para evitar novos desperdícios. 

 

As principais fontes de desperdício de energia, advêm de equipamentos utilizados de forma inadequada ou até mesmo de características arquitetônicas do estabelecimento, como por exemplo o não aproveitamento da luz natural. 

 

A substituição de equipamentos de baixa eficiência energética, a troca de lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED e a instalação de sensores de presença, em locais onde as lâmpadas não precisam ficar acesas durante todo o horário de funcionamento do estabelecimento, são algumas das alternativas que podem gerar um alto índice de economia. 

 

Além disso, existem empresas especializadas em eficiência energética (ESCOs – Energy Services Companies) que realizam o diagnóstico de oportunidades de economia e de implantação das mesmas. É de extrema importância realizar uma pesquisa detalhada para obter o melhor resultado e evitar prejuízos. 

 

Tratando-se de construções de novos estabelecimentos ou de reformas, garantir um projeto arquitetônico que busque a eficiência energética, pode resultar em um grande impacto nas despesas com energia a longo prazo. 

 

Pagar mais barato pela energia, também pode ser uma solução, pois existe a possibilidade de recursos estarem sendo desperdiçados. Com a evolução tecnológica dos sistemas geradores de energia, tornou-se economicamente viável que os consumidores possam gerar sua própria energia, com destaque para a utilização da energia fotovoltaica.

 

 

 

Quer saber mais sobre energia?

 

Acesse os demais conteúdos do nosso blog e siga nosso Instagram:

@luxfortdobrasil.com.br