A indústria eletroeletrônica encerrou 2018 com faturamento de R$ 146,1 bilhões, um crescimento de 7% em relação a 2017 (R$ 136 bilhões). Segundo a Associação Brasileira da Industria Elétrica e Eletrônica (Abinee), esse resultado representa um crescimento real de 2% no faturamento.

 

No caso da produção industrial, o aumento foi de cerca de 2% em relação ao ano de 2017. Os investimentos cresceram 7% fechando o ano com resultado de aproximadamente R$ 2,7 bilhões. A utilização da capacidade instalada do setor permanece estável em 77%.

 

Segundo Humberto Barbato, presidente executivo da Abinee, em relação ao ano de 2018, “Este é o segundo ano consecutivo de crescimento, o que demonstra que estamos em processo de recuperação, ainda que lenta”. Entretanto, Humberto também ressalta, que a atividade produtiva foi aquém das expectativas para 2018, em função da volatilidade cambial, da instabilidade dos mercados interno e externo, das incertezas quanto às eleições e da greve dos caminhoneiros.

 

Para o ano de 2019, as empresas do setor eletroeletrônico projetam crescimento de 8% no faturamento em relação a 2018. Esta projeção é compatível com a estimativa do PIB de 2,5% e a produção do setor também deve crescer 7%.

 

Estimasse que os investimentos da indústria eletroeletrônica devem ter incremento de 11%, totalizando em R$ 3 bilhões.

 

O presidente do Conselho da Abinee, Irineu Govêa afirma que “Aos poucos a economia vai se reativando e o ambiente parece demonstrar uma maior confiança dos empresários, depois das instabilidades no período eleitoral”.

 

 

 

Para mais novidades, acesse os demais conteúdos do nosso blog e siga nosso Instagram:

@luxfortdobrasil.com.br